O mundo pode mudar a partir de Lisboa

/

Web Summit. Hoje estive por lá e o evento superou as minhas expetativas. Tenho um amigo que vive no Canadá e que há imensos meses me tem vindo a alertar para a mudança da Web Summit para Lisboa. “Pedro, é imperdível. Aquilo que andamos a falar há anos, milhares de pessoas vão ver pessoalmente”. A verdade é que há dois anos atrás já tínhamos reunido com João Vasconcelos, quando este liderava a Startup Lisboa – hoje secretário de Estado da Indústria -, e falado do imenso potencial de Portugal para empreendedores. A partir de hoje, estou certo que o nosso país fica definitivamente no mapa das oportunidades para angels, etc.

Pela FIL e Meo Arena, o difícil é Ver mais

Partilha
Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Expressões nossas

/

“Tá o mar fête um cão, tá de roje. Hoje na há mar à Pinoca, nem carrêras p’ápanhar. Calor ’tá acamade. Fri viste-o. Ah terras lindas, n’á pai”.

É provável que estas frases só sejam entendidas pelos nazarenos. Temos expressões únicas e uma espécie de provérbios locais. E é tão bom! Arrisco uma interpretação:

Ver mais

Partilha
Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Para ti…

/
Para ti…
De que somos feitos? O que nos fizeram? Não devia ser assim? Dói. Não entendo porque foste. Espera. Sorri. Sê forte. Resiste. Não é a tua hora. Espera. Não me faças isso. Mulher de negro. Destemida. Mulher de luta. Trabalho árduo. Espera. Não me faças isso. O cansaço chegou. O sangue escoou. A mente parou. Ai que dói tanto. Espera. Não me faças isso. Coração de aço, partido. Não aguento mais. Rio de choro invisível. Será que faz sentido? Espera. Não me faças isso. Flashes de uma vida. Lembrar-me de ti desde que nasci. Lembrar-me de nós. Obrigado. Ai que dói tanto. Espera. Não me faças isso. Mãos do tempo. Rugas de tanto trabalho. Telefone não toques. Não quero essa notícia. Ainda não é o tempo. Não devia ser. “Eu quero é viver”. Disseste tanto. Mas os teus olhos já não eram os meus. Mesmo com a última gargalhada que me deste. Ai que dói tanto. Espera. Não me faças isso. Está quase. Estava quase. Mas é melhor. Dói aceitar isso. Não dá mais. O coração desistiu. Foi pequeno para a grande mulher que foste. Vai. Faz-me esse favor. Descansa agora. Nunca te esquecerei. Ai que dói tanto. Mas foi melhor.
Do teu querido neto,
Pedro Lucas
(Desculpem este desabafo, mas precisei de deixar escrito o aperto que senti na última noite ao lado da minha avó. Reflete o amor incondicional a uma das mulheres que mais ajudou a definir o ser humano que hoje sou)
Partilha
Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Mulheres fit? Hoje as leitoras foram as maiores

/

Women’s Health Club by adidas… Hoje foi a prova das provas. Organizámos em conjunto com a adidas um dos eventos mais inspiradores dos últimos tempos em Portugal. Escrevo isto não pela quantidade de gente – o evento foi propositadamente limitado a cerca de 70 mulheres -, mas pela energia, alegria, amizade e inspiração que as leitoras da revista. Não tenho dúvidas de que elas jamais esquecerão esta manhã fit, eu sinto o mesmo…  Ver mais

Partilha
Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Que tosco!!! Crossfit é para meninos? Basta ler…

/

Este vídeo foi há cerca de um ano e meio. O primeiro que publiquei no meu blog. Marca também a primeira vez que entrei numa box de crossfit, neste caso a de Alvalade. Hoje ri-me do que vejo neste vídeo – Bruno Militão foste um “santo”, eu tinha tudo para ser um caso perdido. Mas vou recapitular…


Faço musculação desde os 15 anos
. Como qualquer teenager, noção de treino era quase nula. Naquela altura, o que importava era começar a ganhar músculo para chamar à atenção das miúdas. Levou-me a treinar de forma errada – ainda hoje estou a pagar por excessos de carga que usava só para levantar mais que o tipo que treinava ao lado. Mas foi este contato com a musculação, desde muito cedo, que também me levou a entrar neste “mundo”. Já nessa altura devorava as Muscle&Fitness que o Zé lá do ginásio na Nazaré tanto colecionava. Mandava-as vir dos EUA. Bons tempos: lembro-me de acabar cada treino e ele me preparar logo um batido de proteína sabor a morango. Mas voltemos ao crossfit…

Ver mais

Partilha
Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Começou assim…

/

Por vezes, é difícil. Todos temos dificuldades diárias em “arranjar tempo”. E essa desculpa tende a absorver-nos. Aliás, foi para tentar lutar contra isso que lancei há uns meses o #3porsemana, onde só no Instagram já existiram mais de 26 mil partilhas. Lembro-me de ter dito que se com o meu exemplo mudasse a vida de uma só pessoa, já valeria a pena! E, portanto, fico muito feliz por tamanha adesão a este movimento! De facto, todos somos um exemplo de motivação. Se todos sairmos de um lugar de conforto chamado sedentarismo, viveremos com mais energia e vontade de enfrentar o mundo (e as próximas geraçōes crescerão com exemplos de práticas saudáveis). E não me alongo mais… as palavras certas estão neste vídeo!

(vídeo @RicardoLeandro)

Partilha
Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Batido refrescante e revitalizante

/

Nesta altura em que as temperaturas estão em alta, nada como bebidas saudáveis. Fiz hoje de manhã este ‘batido’ em 60 segundos. Muito fresco. Tinha algum dúvida se iria gostar, pela questão dos legumes, mas superou as minhas expetativas. Experimentem e digam-me o que acharam.

Partilha
Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone