‘Matei-me’ a correr por uma fatia de pizza?!

/

Não é nada que eu já não saiba, acredito que todos os saibam ou imaginem. Mas a verdade é que, por vezes, aliás na maior parte das vezes, não sabemos o quanto temos de fazer – o termo aqui é mesmo treinar – para queimar as centenas de calorias contidas nos alimentos que se comem com maior frequência. E se for preciso lembrar alguém, basta exemplificar com esta imagem que recebi assim que hoje terminei os 8km (aprox.) da corrida Marginal à Noite 2015. Ou seja, corri, corri, corri e queimei as calorias correspondentes a uma pizza pequena ou de dois pedaços de chocolate!
Eu treinei (corri) e podia queimar esta tal fatia de pizza sem sentimento de culpa, agora imaginem que devora pizzas ou chocalates e não faz qualquer tipo de exercício físico! Portanto, basta pensar um pouco…

Partilha
Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

1 Response

  1. Marco Oliveira

    “imaginem quem devora pizzas ou chocalates e não faz qualquer tipo de exercício físico!”

    Quem tem esse tipo de comportamento, normalmente tem um metabolismo mais acelerado, logo consome mais calorias que um dito “magro” que pratica uma dieta de baixa, ou medias calorias, e faz cardio “corrida de resistência” e deixa o metabolismo bastante lento. Não podemos generalizar, mas quem pratica uma má alimentação demora mais tempo a ganhar peso, do que se uma pessoa que pratica uma boa alimentação e faz corridas regularmente mudar o seu habito e começar com uma má alimentação.

Comentários